O Lúpus é uma doença inflamatória crônica de origem autoimune e o dia 10 de maio, data instituída em 2004, tem como objetivo conscientizar e orientar a população sobre a doença que ainda não tem cura apesar dos avanços no tratamento.

Os principais sintomas do Lúpus são:

– lesões de pele, sendo as mais características as avermelhadas nas maçãs do rosto e dorso do nariz;


– dor e inchaço, principalmente nas articulações das mãos;
– inflamação de pleura ou pericárdio – membranas que recobrem o pulmão e coração;


– inflamação no rim;


– alterações no sangue: diminuição de glóbulos vermelhos (anemia), glóbulos brancos (leucopenia), dos linfócitos (linfopenia) ou de plaquetas (plaquetopenia);


– menos frequentemente são observadas inflamações no cérebro, que podem causar convulsões, alterações do comportamento (psicose) ou do nível de consciência e até queixas sugestivas de comprometimento de nervos periféricos;


– inflamações de pequenos vasos (vasculites) podem causar lesões avermelhadas e dolorosas em palma de mãos, planta de pés, no céu da boca ou em outras partes do corpo;


– queixas de febre sem ter infecção, emagrecimento e fraqueza são comuns quando a doença está ativa;


– manifestações nos olhos, aumento do fígado, baço e gânglios também podem ocorrer em fase ativa da doença.

Prevenção

Evitar fatores que podem levar ao desencadeamento da atividade do Lúpus, como o sol e outras formas de radiação ultravioleta; tratar as infecções; evitar o uso de estrógenos e de outras drogas; evitar a gravidez em fase ativa da doença e evitar o estresse são algumas condutas que os pacientes devem observar, na medida do possível.

Fonte: Ministério da Saúde

**********************
Dra. Solange Emanuelle Volpato Steckert
Dermatologia | CRM/SC 15086 | RQE 16474

Gastro Medical Center – telefone e Whatsapp (48) 3030-2930
Centro Catarinense de Cardiologia – Telefone (48) 3222-1798

Faça contato para saber sobre planos de saúde e formas de pagamento.