A campanha Nacional de Prevenção à Alergia tem como objetivo conscientizar a população sobre os vários tipos de alergia, desde as alimentares, as de pele, as de medicamentos e as respiratórias. Também tem como objetivo alertar sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento de cada tipo de alergia, principalmente com a aproximação do inverno.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 35% dos brasileiros têm algum tipo de alergia, ou seja, apresentam uma resposta do sistema de defesa do organismo a agentes nocivos, como bactérias e vírus. Entre as alergias que mais acometem a população mundial está a rinite e a asma.

Alergia de pele

As alergias de pele podem surgir como urticária (quando aparecem vergões, com coceira e vermelhidão), dermatite atópica (inflamação alérgica, mais comum nas crianças, apresentando coceira e irritação da pele), dermatite de contato (reação provocada na pele, pelo contato direto com certas substâncias às quais o indivíduo seja sensível) e alergia à picada de inseto. Todo o tratamento deve ser realizado com orientação médica tendo em vista que o processo de alergia pode não ser um fator isolado, como por exemplo, problemas de pele podem ser provocados por intoxicação alimentar ou por medicamentos.

Alergia respiratória

O fator que mais contribui para a ocorrência de rinite alérgica é a predisposição familiar, mas estudos revelam que o crescimento do índice de poluição nas grandes cidades tem sido grande fator que provoca a doença. Outros causadores são as substâncias químicas, como perfumes, tintas, produtos de limpeza, inseticidas, ácaros e pelos de animais domésticos.

Alergia a medicamentos

A alergia a medicamentos pode provocar reações diversas no corpo e levar à morte. Cerca de16 milhões de pessoas no Brasil apresentam reação alérgica a algum tipo de remédio, sendo os anti-inflamatórios não esteroidais os maiores responsáveis pelas reações mais frequentes. Em menor número, mas importante, aparecem as alergias aos antibióticos. A reação mais grave apresentada por um alérgico é a anafilaxia, que pode acontecer durante os procedimentos com medicamentos anestésicos.

Alergia alimentar

Cerca de 90% das alergias alimentares, principalmente em crianças, são provocadas pelo leite de vaca, ovo, soja, trigo, amendoins, castanhas, peixes e frutos do mar. A alergia é diferente de intolerância à lactose, por exemplo e por isso, a investigação deve ser feita por médico especializado para identificar a origem da alergia que em sua maioria provoca urticárias, crises de asma brônquica, diarreia e vômitos.

**********************
Dra. Solange Emanuelle Volpato Steckert
Dermatologia | CRM/SC 15086 | RQE 16474

Gastro Medical Center – telefone e Whatsapp (48) 3030-2930
Centro Catarinense de Cardiologia – Telefone (48) 3222-1798

Faça contato para saber sobre planos de saúde e formas de pagamento.