Com mais de 176 mil novos casos por ano, o Câncer de Pele é, infelizmente, considerado comum hoje no Brasil. Apesar dos cuidados com a prevenção serem importantes para todos, as pessoas de pele e olhos claros estão entre as com mais risco de desenvolver a doença.

                Esse fator coloca os estados do Sul, e Santa Catarina em especial, no topo do ranking de diagnósticos no Brasil. A colonização europeia, somados a outros fatores apontados por especialistas como uma menor camada de ozônio na região, tornaram o Estado líder em novos casos. Segundo o Inca, o Instituto Nacional do Câncer, em 2016 pelo menos 9.600 pessoas tiveram o resultado positivo para Câncer de Pele em Santa Catarina. Foram cerca de 160 casos para cada 100 mil habitantes. Joinville, Florianópolis e Blumenau foram as cidades com mais casos. Em segundo lugar neste ranking ficou o Rio Grande do Sul, com 120 casos para cada 100 mil habitantes.

                Apesar desta predisposição, cuidados básicos podem evitar o câncer de pele. Evitar os horários de maior radiação e tornar o uso do protetor solar um hábito diário, mesmo em dias nublados, são os principais métodos de prevenção. A consulta a um dermatologista também deve ser incorporada à rotina, uma vez por ano pelo menos.

Vamos falar sobre prevenção durante todo esse mês em alusão à campanha Dezembro Laranja, ação organizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia que tem como objetivo chamar a atenção para os números e a necessidade de prevenção do câncer de pele.